Tag Archives: fies

DETONANDO O ENEM (5)

Tema para redação: 2,2 milhões de vagas ociosas

Tema para redação: 2,3 milhões de vagas ociosas

Porto Alegre  (uma prova de redação) – Como hoje é dia nacional da especulação acerca dos critérios de avaliação que serão cobrados na análise dos textos dos candidatos vou entrar no clima e listar os meus para o seguinte tema: por que sobram 2,3 milhões de vagas ociosas no ensino superior privado do Brasil?

A redação deveria abordar informações básicas sobre a educação superior no Brasil, suas principais políticas e lógicas de funcionamento, utilizando inclusive estatísticas elementares disponíveis no site do mesmo INEP que faz o ENEM (as últimas são de 2013). Assim, um bom texto deveria apontar alguns dos 13 itens abaixo (o número é uma singela homenagem):

  1. A educação superior de nosso país é uma das mais privatizadas do mundo;
  2. O setor público atende apenas cerca de 1/4 dos estudantes, estando a ampla maioria nas privadas;
  3. Esta pequena proporção da intervenção estatal não é casual e serve aos interesses de quem lucra vendendo educação, gerando pouca concorrência;
  4. As instituições privadas oferecem aproximadamente 4,5 milhões de vagas para ingressantes anualmente;
  5. Porém, destas, apenas 2,2 milhões vão ser ocupadas por efetivamente;
  6. Logo, mais da metade das vagas privadas ficarão ociosas (2,3 milhões);
  7. Dois dos fatores que ajudam a entender tal descalabro: o Governo Federal tem sido, por décadas, permissivo com os privados, liberando as autorizações para abrirem vagas; o problema é que nosso país é desigual demais e a maioria do povo não tem dinheiro pra pagar mensalidades;
  8. A situação só não é pior porque o Governo Federal é uma mãe (e uma família inteira) para o setor privado;
  9. As tetas do Estado brasileiro bancam FIES, Prouni e abatimento de imposto de renda que garantem milhares de matrículas nas privadas;
  10. O ENEM é utilizado como critério de seleção para alguns dos mimos anteriores para a iniciativa privada – logo, esta sequer precisa se preocupar em avaliar seus clientes-alunos;
  11. Os empresários e mercenários da educação são ingratos, pois não poupam os governos do PT, os quais criaram o Prouni e investiram no FIES como nunca antes na história desse país;
  12. O Ministério da Educação gasta milhões de reais com propaganda em rádio e televisão pra divulgar o ENEM, falando de todos os benefícios que ele aporta à Pátria Educadora, mas nunca divulgou pelos mesmos meios a situação da educação superior brasileira;
  13. Logo, você não sabia de alguns (ou muitos) dos pontos listados acima e fez o ENEM disputando um jogo que você não conhece direito, mas que bota nas tuas costas o peso de vencer e ainda se posta como justo, democrático, fonte eterna de oportunidades etc.

Tá bom assim? Acha que vai tirar uma boa nota?

Dado que as respostas, contatos e participações foram grandes neste fim de semana – e que eu fiz promessas que ainda não consegui cumprir – seguirei batendo no ENEM pelos próximos dias.

TETAS DO FIES ENOUGH

Privadas: mamar até quando?

Privadas: mamar até quando?

Porto Alegre (enough = o bastante, o suficiente) – O Ministério da Educação (MEC) derrotou na justiça aqueles que queriam mamar pra sempre no FIES – ver post anterior sobre o tema. Agora os tribunais reconhecem que o MEC é uma mãe bondosa com as privadas (escolas, bem entendido), multiplicando a produção láctea e deixando as bocas pregadas aos seios públicos por longos períodos: “o orçamento do FIES vem crescendo progressivamente ao longo dos anos, sendo que, em 2010, era de 2,4 bilhões e, para o ano de 2015, o volume de recursos alocados alcançou 12,38 bilhões, representando um incremento de 414% em um período de 5 anos” – ver aqui. MEC é Mãe Educadora e Caridosa. Isso é a Mátria Educadora…

O Sindicato dos Mercadores de Educação e Picaretas Afiliados (SIMEPICA) convocou a imprensa pelega de plantão e comunicou: “Estamos fartos, abarrotados, empanturrados, mas queremos mais! Isso não vai ficar assim. Cuidado que a gente te pega na esquina“.

TETAS DO FIES FOREVER

Amamentação sem fim

Amamentação sem fim

Porto Alegre (mamata pra sempre) – Seria ontem o prazo final para novos pedidos de Financiamento Estudantil (FIES). Mas os “consumidores” se sentiram lesados e pediram bis. E a plataforma do governo falhou, travou, deu xabu e os candidatos impedidos de se inscrever reclamaram, com razão.

A Justiça exigir que o MEC prorrogue o prazo me parece razoável, já que houve problemas no sistema, assumidos pelo Ministério. Agora, deixar sem prazo final é uma doideira. É a defesa da casa da mãe Joana. Entra a hora que quiser. Planejamento? Orçamento? Regras pré-determinadas? Vai tudo pro saco.

O Sindicato dos Mercadores de Educação e Picaretas Afiliados (SIMEPICA) soltou a seguinte nota oficial: “Agradecemos ao Exmo. Sr. Dr. Juiz pela eternas tetas concedidas“.

Quem quiser ver as postagens anteriores sobre o FIES é só ir aqui e aqui.

SINISTRO JANINE 2

Tá empossado! Segue Prouni, Fies etc...

Tá empossado! Segue Prouni, Fies etc…

Porto Alegre (com a caneta na mão) – Agora de manhã a Presidenta Dilma deu posse ao Ministro Renato Janine Ribeiro, o mais fresco titular do MEC – ver aqui. Seguem alguns trechinhos do que foi dito na cerimônia:

“Para consolidar a construção do desafio de uma pátria educadora […] eu convidei um professor, um apaixonado pela educação. Renato Janine Ribeiro é uma feliz novidade”, afirmou Dilma. “Ele é um ministro educador em uma pátria educadora. […] Sua escolha traduz em simbolismo minha maior prioridade nesses quatro anos.”

“Eu garanto que a necessidade imperiosa de promover avanços na economia, com corte de gastos, não afetará os programas essenciais e estruturantes do Ministério da Educação”, disse a Presidenta.

Mistério: o que é "essencial" para Dilma?

Mistério: o que é “essencial” para Dilma?

TETAS DO FIES 2

E aí, queridos companheiros: defendem a meritocracia do PT?

E aí, queridos companheiros: defendem a meritocracia do PT?

Porto Alegre (Mercadante, larga o osso do MEC!) – E após a grande descoberta de que faculdades que mamam no FIES “abusam” nas mensalidades, o ministro Aloizio chega pra botar ordem no galinheiro. Ops, mas o Mercadante voltou pro MEC? Não, calma gente, é que como o MEC é uma nau à deriva chamaram o bigodudo pra dizer qual é o rumo a seguir.

E não é que o cara tem didática?! Vejam o trechinho do pronunciamento feito ontem aqui (só 2 minutos, vá!). Ele lista as ações em que o MEC já implantou a “MERITOCRACIA”:

1) SISU

2) SISUTEC

3) PROUNI

4) CIÊNCIA SEM FRONTEIRA

Próxima da lista:

5) FIES

Agora, também no FIES, só mama quem merece. Não adianta chorar.

Well, well, well… é por essas e outras que tenho dito aos meus colegas e amigos: pouco importa quem estará no MEC. A linha atual segue. E nesse rumo há alguns candidatos excelentes para dar sequência à meritocracia… daqui a pouco mais novidades da brava procura do novo ministro da educação…

 

TETAS DO FIES 1

Mercado? Os empresários da educação  querem é mamar nas tetas do governo... às novas custas

Mercado? Os empresários da educação querem é mamar nas tetas do governo… às nossas custas

Porto Alegre (MEC late pro FIES) –  Pra quem não sabe o FIES é uma obra tucana, criada em 1999, no governo FHC. Os mandatos petistas azeitaram a máquina e turbinaram o sistema. Os mercadores da educação que se beneficiam do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) queriam seguir lucrando acima da inflação e ainda manter suas bocas nas tetas governamentais (veja aqui). Mas o governo se defendeu na justiça e, provisoriamente, conseguiu fazer prevalecer sua proposta de criar limites para o reajuste de mensalidades das instituições que utilizam o FIES.

O MEC, talvez iluminado pela onda de manifestações em prol da probidade, da transparência, contra a corrupção etc teve uma brilhante e inovadora ideia: criou uma comissão para acompanhar as mensalidades dos empresários do ensino que mamam no FIES. Uau! Eureca! De onde veio tanta inspiração? Taí o MEC latindo pro FIES, porque morder os mercadores da educação ainda é um projeto longínquo… Volto mais tarde pra falar de ideias revolucionárias pro FIES.

Ministro da Educação? Alguém viu?