ENEM AQUI

Aqui a info não está nas letrinhas

Aqui a info não está nas letrinhas

Porto Alegre (sinceridade é fundamental) – E vejam o que o MEC deixa (ab)usarem do ENEM… Taí mais um campeão gaúcho no Exame Nacional do Ensino Médio de 2014. Ops, mas não era outra escola, no outro outdoor? (veja abaixo e leia aqui) Sí, por supuesto.

Agora tá confuso?

Agora tá confuso?

Porém, é preciso ser justo: o Colégio Israelita Brasileiro também não está mentindo. Apenas usa outro critério, incluindo, além das questões ditas “objetivas”, a nota das redações. Ao que parece o povo desta escola está se saindo melhor na parte escrita… eles sobem no ranking.

israelita enem

Como no Rio Grande do Sul não é possível que nenhuma privada diga ser a melhor tendo em vista que este posto é ocupado por uma pública… a propaganda acima é super honesta, escancarando que a competição aqui é entre as escolas pagas.

Ops, lendo números...

Ops, lendo números…

Mas o que mais me chamou a atenção foram os dados incluídos no marketing do Israelita: “51% de aprovação na UFRGS” e “81% de aprovação no geral”. De saída quero dizer que estas estatísticas me parecem significar um enorme sucesso da instituição no intuito de colocar seus jovens pra estudar na Educação Superior. Eu apostaria que a ampla maioria das escolas privadas não tem dados tão bons pra apresentar.

Mas… as estatísticas também podem expor aquilo que a maioria das escolas do mercado escondem. Versão Juca: “49% de REprovação na UFRGS” e “19% de REprovação no geral”. Resumindo, dinheiro não compra sucesso. Papai e mamãe quando pagam as mensalidades, fazem seu “investimento”, não esperam que @ pimpolh@ fique fora da universidade mais prestigiada, ou ainda, não ingresse em nenhuma faculdade… Apesar de ter estudado na “melhor” escola.

De cada 2 estudantes 1 não vai passar na cobiçada UFRGS. E, claro, papai e mamãe devem ter certeza que o reprovado será o coleguinha, o vizinho. Eu não seria um bom marqueteiro… Que tal: “Aqui nessa escola o teu filho tem a mesma chance de ser aprovado ou reprovado na UFRGS”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *