VENDENDO EDUCAÇÃO

Mestres atraentes?

Mestres atraentes?

Belo Horizonte (só em conexão, esperando) – Nada em especial contra o cursinho do Leão. Falo mais dele porque o bicho está me cercando por todos os lados, é agressivo na publicidade, me provoca… Eu só me defendo.

Agora espalharam fotos de seus professores em bancas de jornais de Porto Alegre (é nacional?). Minha primeira reação foi positiva. Estão valorizando seus docentes, tirando um pouco o foco da montanha de conteúdos, dos métodos e apostilas e enfatizando os seres humanos, os profissionais.

Mas não sou um cara de amor a primeira vista… e preciso mais contato, pensar e sentir de novo, construir, entrar em sintonia. Ainda mais quando estou tratando de uma empresa de ensino (você pensou que eu falava do quê?).

Minha segunda reação foi menos positiva. Olha, talvez os caras estejam explorando o fato incontornável de que as mulheres vem se dando melhor na educação formal, seja do ponto de vista qualitativo (as múltiplas avaliações em larga escala acusam essa realidade), seja no prisma quantitativo, pois são maioria crescente. E são mais numerosas em especial onde temos gargalos de acesso, como no ensino médio e na educação superior.  Resumindo, são suas maiores clientes.

Por que exploram as mulheres? Porque estão veiculando imagens de homens jovens (não adolescentes), simpáticos e bonitos. Freud explica (ou só atribuem mais essa ao coitado?). E claro, ainda não vi se o Leão expõe fotos de professores idosos, carecas, com óculos fundo de garrafa (ou eles não contratam estes perfis?). Ou mulheres. Os dois que tenho visto são do mesmo perfil. Se alguém encontrou algo diferente favor me enviar e eu faço uma retratação e peço desculpas por minha imaginação maldosa.

4 thoughts on “VENDENDO EDUCAÇÃO

  1. Karina

    Salve professor,
    Encontrei muito por acaso o seu blog e é um alento ver que ainda continua com os mesmos ideais de outrora (considerando que muitos mudam a casaca depois de um tempo, enfim…)

    Sobre o curso pré vestibular em questão, atualmente me encontro aluna/cliente do mesmo. E posso dizer que dentre meus professores (todos homens, por sinal) não vi até o momento nenhum com óculos “fundo de garrafa”, em sua maioria são jovens (tenho apenas um professor idoso, que dá aula de Álgebra), alguns tem belos traços e/ou um físico interessante. Mas também tenho alguns professores bastante gordos.

    Com relação às professoras mulheres, não tenho aula com nenhuma. Mas, ouvi dizer que o Anglo aqui de São Paulo possui duas professoras em seu quadro. Apesar de não conhecê-las.

    Com relação à propaganda em questão, não vi tal propaganda circulando aqui por São Paulo, ainda.

    Abs e sucesso.

    Reply
    1. Juca Gil Post author

      Obrigado pelas informações e pelo contato, Karina. A ausência de mulheres é bem preocupante… Abração

      Reply
  2. Alexandre Rosa

    Caro, Juca Gil

    Nos causou um certo espanto a análise que fizeste sobre a publicidade do nosso curso (Anglo RS – Porto Alegre e Pelotas).

    Com certeza é uma análise válida nesse mundo no qual o machismo predomina e tem reflexos na vida de todos.

    Nossos professores, homens e mulheres, são excelentes profissionais e fazem parte, juntamente com funcionários, alunos e ex-alunos, do que carinhosamente chamamos Família AngloRS.

    A pessoalidade, a importância e a experiência dos nossos professores nos é fundamental e, juntamente com o material didático mais completo do país, ajudamos a construir mais de 14 mil aprovações nos principais cursos de universidades sul-brasileiras nesses 15 anos em que atuamos no RS.

    Nossas salas de aula têm no máximo 50 alunos (bastante diferente do que a média oferecida hoje, ou ainda, na época em que fizemos vestibular) e, por isso, a interação entre professor-aluno se faz mais completa e possível de agregar conhecimento em ambos atores.

    Sobre a campanha em si, veiculada no formato “Keypoint” por exatos 15 dias (de 14 a 27/4/15), no município de Porto Alegre/RS em 50 pontos distintos, queríamos dar a devida importância aos nossos professores, cernes do nosso sucesso. Essa campanha tinha como mote o início das aulas do Semiextensivo, curso de maio a janeiro, que tem como grande maioria alunos que ainda cursam o terceiro ano do ensino médio.

    Dessa maneira, pensamos em valorar ainda mais nossos profissionais. Como? Mostrando a cara dos nossos professores. Identificando-os como profissionais carismáticos, empáticos, parceiros.

    Quais professores mostrar? Os mais bonitos? Os homens? Não (como pode ver no relatório aqui).

    O critério foi simples, mostrar aqueles que além de professores de escolas pela manhã, compõem a equipe das turmas do Semi (cujas aulas são à tarde).

    Enfim, o Anglo não é somente o curso do Leão. É o curso dos professores. Dos alunos. Dos ex-alunos. Da Família AngloRS.

    Forte abraço.

    PS: Abaixo seguem depoimentos dos nossos professores sobre a publicidade em quetão:

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=829982170418948&set=a.757039541046545.1073741827.100002215177773&type=1&theater

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=821207744634733&set=a.403773833044795.97054.100002365456383&type=1&theater

    PS2: Doutra forma, nossa ideia de formação vai para além da preparação para o ENEM e vestibulares, para isso trabalhamos com um Projeto Cultural que julgamos bastante interessante (que podes conhecer por aqui https://www.facebook.com/AngloCulturalRS) e com Saídas de Campo (Missões, Energia e Pelotas/Rio Grande) que ajudam aos alunos na percepção da realidade para além das provas.

    PS3: Cerca de 15% dos nossos alunos são bolsistas e a seleção é feita através de provas e entrevistas específicas. A primeira fase da próxima seleção para o curso Intensivo2015 ocorrerá no próximo dia 4/7 e as vagas ainda estão abertas.

    PS4: Caso não consiga visualizar os links que apresentamos, aqui segue um link com eles http://www.anglors.com.br/?p=7796

    Reply
  3. Mariana

    boa tarde.
    Gostaria de dizer que ,como mulher, me senti ofendida pelo teu texto. Sou gaúcha, aluna de curso pré-vestibular e ,ao ler teu texto, vi uma imagem de mulher extremamente errada. Ao fazer a tua critica tu afirmas ,em consequência, que a ideia de uma mulher quando ela procura por um curso pré-vestibular é encontrar o professor mais bonito, não a aula que a tornará mais apta a passar na prova que será feita. Espero que tu repenses os esteriótipos preconceituosos que tu vais divulgar no teu blog antes de escreveres o próximo texto. Obrigada pela atenção.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *